Notícias

Embaixador chinês pede a Angola medidas para protecção de investimentos

A China e Angola devem continuar a reforçar a coordenação política e acelerar as negociações para um acordo de protecção de investimentos, disse o Embaixador chinês em Luanda, Gong Tao.

Segundo um comunicado da Embaixada da China em Angola, o diplomata falava durante uma reunião com o Secretário de Estado angolano da Indústria, Ivan Magalhães do Prado, onde discutiram o desenvolvimento industrial e investimento bilateral no país africano.

Gong Tao sublinhou que a China continua a ter um papel muito importante em vários projectos industriais em Angola, incluindo parques industriais e fábricas de baterias e materiais de limpeza, reforçando assim a capacidade industrial e de diversificação económica angolanas.

O Embaixador disse esperar que Angola possa introduzir mais benefícios e simplificar e padronizar os procedimentos para aprovação de investimentos, para prestar um melhor serviço aos investidores estrangeiros, incluindo chineses.

De acordo com o comunicado, Ivan Magalhães do Prado disse que o país africano quer continuar a aprofundar a cooperação com a China no domínio do investimento industrial.