Notícias

Macau pode treinar talentos lusófonos no sector financeiro, diz Embaixador

Macau pode usar o seu papel de plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa para apostar na formação permanente e regular de talentos na área financeira vindos do mundo lusófono, defendeu o Embaixador da China em Portugal, Cai Run.

Segundo um comunicado do Gabinete do Secretário para a Economia e Finanças de Macau, o diplomata falava durante um encontro com o Secretário Lionel Leong Vai Tac, que decorreu recentemente em Lisboa.

Cai Run sublinhou que o sector financeiro constitui uma nova área e orientação para a cooperação entre a China e Portugal, tendo já obtido bons resultados, refere o comunicado.

Graças à cooperação cada vez mais estreita entre os dois países, Macau poderá desempenhar uma função relevante na cooperação financeira entre a China e Portugal, bem como entre a China e os restantes Países de Língua Portuguesa, acrescentou o Embaixador.

Um sector financeiro com características próprias e a área da medicina tradicional chinesa são indústrias emergentes que o Governo de Macau pretende promover, disse Lionel Leong.