Notícias

Empresa chinesa constrói ramal ferroviário no leste de Angola

O Caminho-de-Ferro de Benguela inaugurou um novo ramal com quatro quilómetros de extensão, que irá melhorar o abastecimento de combustível e gás ao leste de Angola, avançou a Angop.

Segundo a agência noticiosa estatal, a linha liga a estação principal de Luena, capital da província de Moxico, ao Centro de Estocagem e Enchimento de Gás Butano da Sonangol.

O Presidente da petrolífera estatal angolana, Sebastião Gaspar Martins, disse que o ramal vai permitir o transporte de combustível directamente do porto do Lobito até ao centro em Luena, sem necessidade de transbordo.

Com esta linha, a Sonangol pretende aumentar de um para três por semana o número de comboios de transporte de combustível e gás que opera para Luena, beneficiando as províncias de Moxico, Lunda Sul e Lunda Norte.

A Sonangol investiu US$3 milhões na construção do ramal, que esteve a cargo da empresa estatal chinesa China Railway 20 Bureau Group Corp.