Notícias

Condições económicas na China e Brasil estabilizam: OCDE

Um inquérito mensal elaborado pela Organização para a Cooperação Económica e Desenvolvimento (OCDE) indica que as condições económicas na China e no Brasil estão a estabilizar, de acordo com a agência de notícias Reuters.

Um dos principais indicadores compilados – criado para antecipar pontos de viragem nas condições económicas – revela que a China atingiu este mês 98,4 pontos, em comparação com 98,3 pontos no mês anterior. Isto numa escala em que 100 pontos representa a média a longo prazo.

O resultado relativo ao Brasil também registou uma subida no último inquérito mensal, de 99,3 pontos em Dezembro para 99,5 pontos em Janeiro, acrescentou a Reuters.

“Entre as principais economias emergentes, [os indicadores] relativos à China e ao Brasil confirmam os sinais preliminares de estabilização avançados na avaliação do mês passado”, afirmou a OCDE.

Segundo estimativas de um grupo de analistas consultados pelo banco central do Brasil, citadas pela agência de notícias Bloomberg, a economia do país sul-americano deverá registar uma contracção de 2,95 por cento em 2016, depois do declínio de 3,71 por cento registado em 2015.