Notícias

Relações China-Cabo Verde num ponto de viragem: diplomata

O antigo Embaixador de Cabo Verde na China, Júlio César Morais, afirmou que a cooperação entre os dois países vive um ponto de viragem, sendo cada vez mais multidimensional e sofisticada.

Em entrevista ao jornal cabo-verdiano “A Semana”, o diplomata sublinhou que a relação entre a China e Cabo Verde “evoluiu bastante”, incluindo o estabelecimento de “um mecanismo de consultas políticas entre os ministérios das Relações Exteriores dos dois países para consolidar um diálogo de alto nível”.

“Estamos a testemunhar uma viragem com maior acento na cooperação económica, comercial e de investimentos”, acrescentou Júlio César Morais. Um exemplo, disse, é o projecto de construção de um resort em Cabo Verde por parte do empresário de Macau David Chow, um investimento avaliado em 250 milhões de euros (US$282 milhões).

Numa análise à sua missão de 10 anos como Embaixador de Cabo Verde na China, que terminou no mês passado, Júlio César Morais sublinhou que a cooperação bilateral vai agora para lá dos campos económico e das infra-estruturas, envolvendo também a formação de recursos humanos. Segundo notou, há mais de 250 estudantes cabo-verdianos em universidades chinesas.