Notícias

PIB não petrolífero de Timor-Leste cresceu 4,3% em 2015

O produto interno bruto (PIB) não petrolífero de Timor-Leste cresceu 4,3 por cento em termos anuais em 2015, de acordo com estimativas reveladas esta semana pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em 2014, o PIB não petrolífero do país registou uma expansão anual de 5,5 por cento. O abrandamento económico em 2015 ficou a dever-se, em parte, a uma diminuição da despesa pública, segundo Yu Ching Wong, que liderou uma missão do FMI ao país do sudeste asiático.

De acordo com um comunicado emitido pela organização internacional, uma equipa do FMI visitou Timor-Leste entre 1 e 12 de Fevereiro.

“Apesar da recente queda nos preços do petróleo a nível internacional ter enfraquecido as previsões macroeconómicas gerais para os países exportadores petrolíferos, Timor-Leste foi resguardado devido a uma gestão prudente das suas reservas petrolíferas, através do Fundo Petrolífero”, afirmou Yu Ching Wong, citada no comunicado.

A chefe da missão do FMI referiu também que a organização saúda “o compromisso contínuo das autoridades timorenses com um quadro fiscal transparente e responsável, que permitiu salvaguardar as receitas do petróleo através do Fundo Petrolífero”.

Yu Ching Wong alertou, no entanto, para a necessidade da aplicação de “medidas de consolidação” orçamental, a fim de “salvaguardar a sustentabilidade fiscal”. “Os activos do Fundo Petrolífero devem ser preservados de forma a fornecer um fluxo adequado de rendimentos de investimento para as gerações futuras”, defendeu ainda a responsável.