Notícias

Doação chinesa apoia luta contra o paludismo em São Tomé e Príncipe

A China doou na sexta-feira passada um lote de materiais ao Centro Nacional de Endemias (CNE) de São Tomé e Príncipe, para apoiar o combate ao paludismo no arquipélago.

Segundo a agência noticiosa estatal são-tomense STP-Press, o material doado pelo Gabinete Consultivo Chinês de Luta Contra o Paludismo inclui 14 mil testes de diagnóstico rápido, 40 mil lâminas de microscópio e três mil testes de gravidez.

O chefe do Gabinete, Li Mingqiang, disse que o impacto da pandemia da COVID-19 tem levado a uma escassez em São Tomé e Príncipe dos materiais usados no tratamento do paludismo.

O projecto, que decorre no quadro de cooperação com a China na área da saúde, visa erradicar o paludismo em São Tomé e Príncipe até 2025, lembrou o Director do CNE Carlos D’Almeida, citado pela STP-Press.

O Gabinete tem também realizado sessões de diagnóstico e tratamento do paludismo em localidades com alta incidência, assim como campanhas de fumigação, acrescentou a agência noticiosa.