Notícias

Cooperação com Moçambique visa reforçar economia marítima, diz fundação chinesa

Os acordos de cooperação em ciência e tecnologia marinha assinados pela Fundação para o Desenvolvimento Oceânico da China (CODF, na sigla inglesa) com Moçambique têm vindo a reforçar o desenvolvimento da economia marítima, defendeu o Vice-Presidente da CODF, Pan Xinchun.

O também Secretário-Geral da organização disse que a fundação estatal está a cooperar com diversos países e regiões no âmbito da iniciativa chinesa “Uma Faixa, Uma Rota”, para promover a economia marítima.

Segundo a Xinhua, dados do Conselho de Estado da China revelam que 90 por cento do comércio externo chinês é feito através do transporte marítimo.

A CODF quer melhorar a segurança do transporte marítimo, disse Pan Xinchun à agência noticiosa estatal chinesa.

A fundação anunciou em 2019 a assinatura de acordos com a Universidade Eduardo Mondlane e o Instituto Nacional de Investigação Pesqueira de Moçambique para projectos de investigação sobre a orla costeira do país africano e os recursos marinhos de pesca, petróleo e gás natural aí existentes.