Notícias do Fórum de Macau

Cerimónia de Encerramento do Colóquio sobre Turismo, Convenções e Exposições para os Países de Língua Portuguesa

Realizou-se no dia 27 de Outubro de 2017, no Grand Ballroom do Hotel Grand Lisboa, a Cerimónia de Encerramento e de Entrega de Certificados do “Colóquio sobre Turismo, Convenções e Exposições para os Países de Língua Portuguesa” do Centro de Formação do Fórum de Macau, ministrado pela Universidade da Cidade de Macau.

A cerimónia de encerramento contou com a presença da Secretária-Geral do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dra. Xu Yingzhen, da Directora-Geral Adjunta da Delegação Comercial do Departamento dos Assuntos Económicos do Gabinete de Ligação do Governo Central da República Popular da China na RAEM, Dra. Chen Xing, da Cônsul-Geral da República de Angola na RAEM, Dra. Sofia Pegado da Silva, do Cônsul-Geral da República de Moçambique na RAEM, Dr. Rafael Custódio Marques, do Presidente da Universidade da Cidade de Macau, Prof. Zhang Shuguang, e ainda dos Delegados dos Países de Língua Portuguesa junto do Fórum de Macau.

A Secretária-Geral do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dra. Xu Yingzhen, o Prof. Zhang Shuguang da Universidade da Cidade de Macau e o representante rotativo do “Colóquio sobre Turismo, Convenções e Exposições para os Países de Língua Portuguesa”, Dr. Osvaldo António, proferiram discursos na cerimónia de encerramento.

Trata-se do quarto colóquio do Centro de Formação do Fórum de Macau no corrente ano e decorre entre os dias 16 a 29 de Outubro em Macau. Inscreveram-se nesta acção de formação quase 30 membros de autoridades governamentais, representantes de associações e responsáveis de empresas, provenientes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

O colóquio permitiu disponibilizar uma plataforma para estudo e intercâmbio entre participantes de diferentes países. Em Macau, foram lecionadas várias palestras temáticas focando oportunidades e desafios no âmbito da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, o desenvolvimento sustentável do Delta do Rio das Pérolas, o desenvolvimento da Ilha de Hengqin e o desenvolvimento do sector de convenções, exposições e turismo de Macau, o papel de plataforma de Macau, a construção do Centro de Turismo e de Lazer em Macau, as políticas e oportunidades no campo das convenções, exposições e turismo, a diversificação adequada da economia de Macau fomentada pelo desenvolvimento do sector de convenções e exposições, o sistema e as políticas financeiras das pequenas e médias empresas, e a cultura e ambiente de investimento para pequenas e médias empresas.

Do programa do colóquio constaram ainda visitas ao Secretariado Permanente do Fórum de Macau, ao Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, à Direcção dos Serviços de Turismo e à Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos, assim como a instalações de turismo, convenções e exposições de Macau, e ainda ao Património Mundial de Macau. Os participantes também mantiveram sessões de intercâmbio e partilha de experiências com associações comerciais e organizações do sector e participaram na 22.ª edição da Feira Internacional de Macau, Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa 2017 (Macau) – 2017 PLPEX”, e Fórum para o Comércio e o Investimento entre Angola, Província de Guangdong e Macau, entre outras actividades comerciais e de convenções e exposições.

Através da realização deste colóquio, procurou-se alargar o conhecimento dos Países de Língua Portuguesa na vertente turística e da indústria de convenções e exposições sobre o Interior da China e  Macau, reforçar o intercâmbio e a cooperação nesta área, dar a conhecer as vantagens de Macau no âmbito da construção da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa e da criação do Centro de Turismo e de Lazer do Mundo e divulgar o Fórum de Macau, procurando fomentar a cooperação na área do turismo, do sector de convenções e exposições entre o Interior da China, Macau e os Países de Língua Portuguesa, explorando novas oportunidades no desenvolvimento económico e comercial entre as partes.