Notícias

Cidade chinesa oferece assessoria fiscal a grupo a operar em Angola

A autoridade fiscal de Lanzhou, no noroeste da China, tem oferecido assessoria a 12 responsáveis financeiros das subsidiárias da China Gansu International Economic and Technical Cooperation (CGICOP) no estrangeiro, incluindo em Angola.

A autoridade lançou serviços disponíveis 24 horas por dia através da Internet, respondendo a dúvidas via videoconferência, redes sociais e uma linha directa internacional.

O Director Financeiro da CGICOP, cujo nome não foi mencionado, disse ao jornal Gansu Daily que o serviço tem ajudado o grupo a compreender as políticas fiscais e potenciais riscos fiscais no estrangeiro.

O serviço oferece conveniência às empresas da província de Gansu a operar no estrangeiro, especialmente em países e regiões da iniciativa chinesa Uma Faixa, Uma Rota, avançou o jornal estatal chinês.

Segundo a página da CGICOP na Internet, o grupo estatal chinês construiu a sede dos Serviços de Inteligência Externa de Angola e o Centro de Produção de TV da empresa estatal angolana Televisão Pública de Angola.