Notícias

Think tank chinês prevê que economia cresça 7,1% em 2015

O crescimento económico da China deve desacelerar para os 7,1 por cento este ano, devido à menor procura nos mercados e às reformas do Governo Central, segundo o relatório de um think tank oficial chinês.

O Centro de Informação da China, organismo da Comissão Nacional para o Desenvolvimento e Reforma, avançou com a mais recente previsão num relatório publicado esta semana.

“A procura nos mercados interno e externo permanece fraca”, realça o relatório, acrescentando que os governos provinciais na China continuam a “enfrentar pressões financeiras significativas”.

“Nem os governos provinciais, nem os investidores privados têm a capacidade necessária para impulsionar o crescimento económico [do país]”, adianta o Centro de Informação da China.

“O Governo Central, que pode contribuir de forma notável para o crescimento [da economia], parece estar mais tolerante a um ritmo [de crescimento] mais lento e disposto a avançar com as reformas económicas”, acrescentam os investigadores no relatório.

O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 7,4 por cento em 2014, o ritmo mais lento em 24 anos. De acordo com analistas financeiros, é esperado que o Governo Central reduza a meta oficial de crescimento do PIB em 2015 para os 7 por cento.