Notícias

China cria sete novas zonas de comércio livre

A China decidiu estabelecer sete novas zonas de comércio livre no país, de acordo com a agência oficial chinesa de notícias Xinhua.

A medida irá elevar para 11 o número total de zonas de comércio livre no país asiático, segundo a mesma notícia.

As novas zonas de comércio livre situam-se nas províncias de Liaoning, Zhejiang, Henan, Hubei, Sichuan e Shaanxi, bem como no Município de Chongqing.

“A decisão de alargar as zonas de comércio livre demostra a forte determinação das autoridades em avançar com reformas”, afirmou o Ministro do Comércio da China, Gao Hucheng, numa entrevista à agência Xinhua.

De acordo com a agência noticiosa, a primeira zona de comércio livre foi criada há cerca de três anos, em Xangai. O objectivo era testar uma vasta série de reformas económicas, entre elas uma maior abertura ao investimento estrangeiro e uma redução das restrições aos fluxos de capital, acrescentou a Xinhua.

Depois da zona de comércio livre de Xangai, o Governo Central decidiu criar zonas de comércio livre em Tianjin, Fujian e Guangdong.