Notícias

China define prioridades para reforma económica em 2016

O Conselho de Estado da China anunciou na quinta-feira um conjunto de 10 campos prioritários para 2016 no que toca à reforma económica em curso.

As autoridades chinesas pretendem promover uma maior abertura ao investimento estrangeiro nos sectores industrial e dos serviços, revelou a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua. O Governo Central chinês visa ainda facilitar o estabelecimento de empresas de capital estrangeiro no país, foi anunciado.

Outras medidas incluem a promoção da participação de grupos privados na reforma das empresas estatais e a autorização da entrada de capital privado em áreas estratégicas como a energia, petróleo, gás natural, caminhos-de-ferro e aviação, acrescentou o Conselho de Estado.

As autoridades chinesas pretendem também introduzir medidas de estímulo à inovação e empreendedorismo e reduzir a burocracia no que toca ao investimento, de forma a promover um desenvolvimento sustentável.

A economia chinesa registou um crescimento de 6,9 por cento em 2015, o ritmo mais lento dos últimos 25 anos.