Notícias

China reforça título de maior parceiro comercial agro-pecuário do Brasil

A China foi o destino de quase 34 por cento das exportações agro-pecuárias brasileiras em 2020, mais dois pontos percentuais do que em 2019, avançou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA) da Universidade de São Paulo, no Brasil.

Segundo o relatório “Índices – Exportação do Agronegócio 2020”, divulgado na terça-feira, a soja continua a ser o produto mais importante na relação comercial entre os dois países, tendo a China adquirido 73 por cento da soja exportada pelo Brasil em 2020.

Um surto de peste suína africana na China fez com que o país comprasse mais carne brasileira, sendo em 2020 o principal destino para a carne suína (56 por cento do total) e bovina (48 por cento) do Brasil, e o segundo maior destino para a carne de ave (21 por cento).

Em 2020, a China foi ainda o principal comprador de algodão (mais de 30 por cento) e de açúcar em bruto (17 por cento) produzidos no Brasil.