Notícias

China foi o terceiro maior investidor em Angola de 2018 a 2022

De acordo com os dados da Agência de Investimento Privado e Promoção de Exportações (Aipex), a China ocupa o terceiro lugar no investimento directo estrangeiro (IDE) em Angola de 2018 a 2022.

De 2018 ao Março de 2022, os Emirados Árabes Unidos lideram o IDE em Angola, com 351,7 milhões de dólares. Depois dos Emirados, o Reino Unido e a China ocuparam a segunda e terceira posição, com negócios de 283,1 milhões e 225 milhões de dólares, respectivamente, disse a fonte.

A Alemanha ficou em quarto lugar (USD 93,6 milhões), seguida pela França (USD 36,8 milhões), Bélgica (USD 24,5 milhões), RAE de Hong Kong (USD 20,5 milhões), Portugal (USD 19,2 milhões), Eritreia (USD 12 milhões) e Suíça (USD 10 milhões).

A Aipex revelou que, nesse período, o IDE registou um total de dois mil e 700 milhões de dólares, com 234 projectos de 48 países. Os maiores projectos do IDE estiveram ligados a sectores como mineração, actividade financeira, telecomunicações, construção civil, educação, saúde, turismo, pesca, agricultura, comércio e indústria.