Notícias

Crescimento da China estimado em 6,7 % este ano: estudo

A economia da China deverá crescer 6,7 por cento em 2016 devido ao consumo no mercado interno, estimou na terça-feira o Centro para a Ciência de Projecções, ligado à Academia Chinesa de Ciências Sociais.

De acordo com o jornal oficial chinês Diário do Povo, o centro afirmou esperar que o produto interno bruto (PIB) da China cresça 6,5 por cento no primeiro semestre deste ano, acelerando para 6,8 por cento na segunda metade de 2016. O organismo sublinhou que o crescimento previsto para a totalidade do ano deverá “permanecer estável”.

De acordo com o centro de pesquisas, o consumo será o grande motor do crescimento económico em 2016, contribuindo para o PIB com um crescimento de 4 por cento. Já o investimento e as exportações deverão contribuir com subidas de 2,6 por cento e 0,1 por cento, respectivamente.

Ainda segundo o mesmo centro, o índice de preços no consumidor na China deverá aumentar 1,8 por cento este ano, em comparação com 1,5 por cento no ano passado. Os investigadores prevêem também uma retoma ao nível das exportações, que deverão crescer 3,9 por cento em 2016.

Nos primeiros nove meses do ano passado, a economia chinesa cresceu 6,9 por cento, estimando-se que o crescimento económico da China em 2015 tenha sido o mais lento dos últimos 25 anos.