Notícias

China construi apartamentos sociais para São Tomé e Príncipe

No quadro da cooperação bilateral, o governo de São Tomé e Príncipe assinou um acordo com a China no domínio das infra-estruturas, para construção de 200 casas sociais em São Tomé e Príncipe. Já foram construídos actualmente 60 apartamentos, nos dois distritos da ilha de São Tomé, nomeadamente Cantagalo e Lobata.

A embaixadora da China, Xu Yingzhen, reconheceu que a demanda pelas casas sociais é enorme, principalmente no seio da juventude, e manifestou a vontade da China de ajudar São Tomé e Príncipe a dar resposta ao problema. Antes de iniciar a segunda fase de construção das casas sociais, a parte chinesa propõe que seja feito primeiro um estudo de viabilidade.

Note-se que o ministério das infra-estruturas de São Tomé e Príncipe, prometeu que as 200 casas sociais seriam construídas por todos os distritos da ilha de São Tomé, e também na região autónoma do Príncipe.