Notícias

Contratos entre China e Angola atingem US$56,7 mil milhões

Angola é o segundo maior mercado da China para empreitadas e o terceiro maior parceiro comercial do país asiático em África, com o valor acumulado dos contratos relativos a projectos bilaterais a ascender a um total de US$56,7 mil milhões, de acordo com o Embaixador da China em Angola, Cui Aimin.

O diplomata – citado no domingo pelo Jornal de Angola – falava durante uma cerimónia para assinalar o 10º aniversário da Câmara de Comércio Angola-China. O evento decorreu na capital angolana, Luanda.

De acordo com Cui Aimin, 90 por cento das empreitadas realizadas ao abrigo de acordos entre os dois países foram executadas por empresas que integram a organização.

“Ao longo destes dez anos, a China tornou-se o maior parceiro comercial de Angola”, afirmou o Embaixador, citado pelo jornal. Cui Aimin acrescentou que, no futuro, a cooperação bilateral vai concentrar-se no apoio a Angola com vista ao desenvolvimento dos sectores da agricultura, indústria e infra-estruturas do país.

O Vice-Governador de Luanda, José Cerqueira, afirmou esperar que o trabalho realizado pelas empresas chinesas em Angola resulte num aumento do número de postos de trabalho para os locais, bem como numa melhoria das condições de vida nas comunidades onde essas companhias estão instaladas.

Também citado pelo jornal, o Presidente da Câmara de Comércio Angola-China, Liu Guigen, salientou que as 65 empresas que integram a organização trabalham em áreas consideradas importantes para o desenvolvimento da nação angolana, como a construção de aeroportos e estradas, ou a agricultura.