Notícias

China e Brasil intensificam laços comerciais  

Os governos da China e do Brasil assinaram um memorando de entendimento na terça-feira, em Xangai, com vista a diversificar o comércio de serviços e a reforçar a relação comercial bilateral, actualmente centrada na troca de bens e mercadorias, noticiou o jornal China Daily.

O memorando é um plano de acção bienal destinado a incentivar ambas as nações a promover a melhoria no comércio de serviços em oito áreas – entre as quais engenharia, arquitectura, comércio electrónico, automatização bancária e turismo –, enriquecendo assim os vínculos comerciais bilaterais ao longo dos próximos dois anos. O documento foi assinado à margem da sétima reunião de ministros de Comércio dos BRICS, um grupo composto pelo Brasil, Rússia, Índia e China.

“Assinar este plano de acção bienal irá ajudar o Brasil a construir um sector de serviços moderno, bem como criar novas actividades de comércio electrónico e mecanismos financeiros para impulsionar a economia”, referiu Marcelo Maia, Secretário de Comércio e Serviços do ministério brasileiro que tutela as áreas da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

No ano passado, as empresas chinesas investiram US$8,39 mil milhões no Brasil, um aumento de 13 por cento comparativamente a 2015. Os dois países já começaram a intensificar a cooperação em infra-estruturas, energia e telecomunicações.