Notícias

Câmara Portugal-China PME quer expandir rede nos países lusófonos

A Câmara de Comércio de Pequenas e Médias Empresas Portugal-China (CCPC-PME) quer expandir a rede de escritórios de representação nos Países de Língua Portuguesa, avançou o Ponto Final.

O objectivo faz parte do plano estratégico da associação para 2021, que inclui ainda a promoção de fundos de investimento vocacionados para os sectores agro-alimentar, do imobiliário, hotelaria e educação.

A CCPC-PME tem actualmente 89 membros, incluindo 47 empresas ou indivíduos provenientes de Portugal e 42 de Macau, Hong Kong, Interior da China e Singapura, revelou ontem o jornal de língua portuguesa de Macau.

A associação, criada em Maio passado, estabeleceu já 14 escritórios de representação na China, incluindo em Macau, e um centro de arbitragem de conflitos em Lisboa, tendo ainda assinado sete protocolos de cooperação, entre as quais com a Universidade de Coimbra, Universidade do Porto e a Câmara de Comércio e Indústria de Barcelos.