Notícias

Brasil quer exportar vacinas contra COVID-19 para América do Sul

O Brasil quer doar ou exportar vacinas para ajudar outros países, sobretudo da América do Sul, a combater a pandemia da COVID-19, disse o Ministro brasileiro das Relações Exteriores, Carlos França.

Segundo a Rádio Nacional, o governante falava durante o Fórum Internacional de Cooperação para Vacinas contra COVID-19, uma iniciativa chinesa que reuniu, na semana passada, representantes de 30 países e organismos internacionais.

Carlos França reconheceu que a China tem sido uma grande parceira do Brasil na luta contra a pandemia, avançou a rádio estatal brasileira.

O Ministro sublinhou que o Brasil já administrou mais de 145 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19, mais de 75 por cento das quais produzidas localmente, avançou a Embaixada brasileira na China.

O Instituto Butantan, um centro farmacêutico público do estado de São Paulo, tem produzido doses da CoronaVac, uma vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech Ltd., que é a mais administrada no Brasil.