Notícias

Brasil inclui vacina chinesa no plano de vacinação

O Ministério da Saúde brasileiro vai incluir uma vacina experimental contra o novo tipo de coronavírus responsável pela Covid-19, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech Ltd., no Plano Nacional de Imunizações, avançou o Governo estadual de São Paulo.

Segundo um comunicado divulgado na terça-feira e citado pela agência noticiosa portuguesa Lusa, o Ministério brasileiro irá comprar até ao fim do ano 46 milhões de doses da vacina, conhecida como CoronaVac, que está a ser testada no Brasil em cooperação com o centro científico público brasileiro Instituto Butantan.

Numa reunião com os governadores estaduais, o Ministério disse que irá avançar para a aquisição assim que a CoronaVac obtiver a aprovação do regulador, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, referiu a Lusa.

Segundo a agência de notícias Reuters, Dimas Covas, Director do Instituto Butantan, disse na segunda-feira que os resultados preliminares dos testes clínicos da CoronaVac provam que a vacina é segura.