Notícias

Sucursal do Banco da China em Portugal com prejuízo em 2014

A sucursal portuguesa do Banco da China, sedeada em Lisboa, registou um prejuízo de 3,1 milhões de euros (US$3,5 milhões) em 2014 devido a custos relacionados com o lançamento das respectivas operações, indicam documentos disponíveis na página oficial do banco central de Portugal na Internet.

A sucursal portuguesa da instituição bancária chinesa foi inaugurada em 2013, tendo registado, no final do ano passado, perdas acumuladas no valor de 4,7 milhões de euros.

Nos documentos, citados pelo diário português Público, o banco explica que o prejuízo ficou a dever-se aos custos relacionados com o início das operações e às despesas com pessoal.

No final do ano passado, a sucursal do Banco da China em Lisboa geria activos avaliados num total de 345 milhões de euros.

Entre os negócios concretizados pela sucursal portuguesa em 2014 está o referente a um empréstimo de 200 milhões de euros concedido à REN – Redes Energéticas Nacionais SA, empresa portuguesa que opera nos sectores do transporte de electricidade e de gás natural, e que tem como principal accionista a empresa estatal chinesa State Grid.