Notícias

Bancos chineses interessados em financiar gasoduto em Moçambique

Três bancos chineses estão interessados em financiar um gasoduto avaliado em US$8 mil milhões, disse Kwasi Agbley, assessor da direcção da empresa moçambicana African Renaissance Pipeline Limitada (ARP).

O responsável disse à Bloomberg que a ARP recebeu manifestações formais de interesse do Banco Industrial e Comercial da China, do Banco de Desenvolvimento da China e do Banco de Construção da China.

A Empresa Nacional de Hidrocarbonetos, detida pelo Governo moçambicano, e a companhia estatal chinesa China Petroleum Pipeline Engineering Company estão entre os accionistas da ARP.

O gasoduto, com 2.600 quilómetros de extensão, irá ligar projectos de exploração de gás natural no norte de Moçambique à África do Sul. O início da construção está previsto para 2024.

A ARP já tem “manifestações de interesse por parte de potenciais utilizadores domésticos para quase 60 por cento da capacidade do gasoduto”, disse Kwasi Agbley à agência noticiosa financeira.