Notícias

Angola quer empresas chinesas a concorrer ao fornecimento de material médico

A Embaixada da China em Luanda anunciou na sexta-feira que o Governo angolano apelou às empresas chinesas para concorrer ao fornecimento de medicamentos e equipamento médico.

Num comunicado, a Secção Económica e Comercial da Embaixada revelou que recebeu uma carta do Ministério angolano da Saúde a convidar empresas chinesas a registar-se no Portal da Contratação Pública de Angola.

De acordo com informação disponibilizada no portal, o Ministério da Saúde lançou na semana passada um concurso público para a aquisição de medicamentos e equipamento médico, que irá decorrer até 2 de Março.

Angola implementou, em Abril de 2018, novas regras para a contratação pública para reforçar a competição, reduzir os gastos e prevenir a corrupção, avançou na altura a agência noticiosa portuguesa Lusa.

O país já conseguiu poupar 99,75 mil milhões de kwanzas (US$152,7 milhões), disse à agência noticiosa estatal angolana Angop o Director do Sistema Nacional de Contratação Pública Electrónica, Saidy dos Santos Fernando, em Dezembro de 2020.