Notícias

Angola compra material à China para reforçar estratégia nacional de defesa

O Presidente de Angola, João Lourenço, assinou um despacho a autorizar a aquisição de material militar à China no valor de US$85 milhões, avançou na semana passada o Novo Jornal.

Segundo o diário angolano, o despacho sublinha que o material a adquirir será usado para “reforçar o controlo do espaço aéreo e terrestre para salvaguardar os objectivos estratégicos nacionais” de Angola.

O despacho aprova um acordo-quadro de financiamento de equipamentos, meios militares e de serviços de assistência técnica a adquirir ao grupo estatal chinês China National Aero-Technology Import & Export Corp.

João Lourenço disse, em 2019, que Angola tem interesse em estreitar a cooperação com a China em diversas áreas, nomeadamente em questões de defesa, adiantou na altura a agência oficial chinesa de notícias Xinhua.