Notícias

Acordo UE-China positivo para Macau, diz académico

O Acordo Abrangente de Investimento entre a União Europeia (UE) e a China vai potenciar o papel geoestratégico atribuído a Macau de dinamização e promoção das relações económicas e culturais com os Países de Língua Oficial Portuguesa.

A garantia foi deixada por Rui Lourido, Presidente do Observatório da China, num artigo de opinião publicado, na quarta-feira, pela rádio estatal chinesa Rádio China Internacional.

O acordo irá também beneficiar Portugal, facilitando o investimento recíproco no Interior da China e em Portugal, e potenciando as relações com a Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, defendeu o historiador.

Rui Lourido sublinhou que Portugal já tinha uma parceria privilegiada com China, que lhe permitiu ser o quinto país da Europa a receber maior investimento chinês, além de acolher centros de investigação científica de ponta ligados ao mar e ao espaço.

A UE e a China chegaram a 30 de Dezembro a um acordo de princípio sobre investimento.