Notícias do Fórum de Macau

Música, teatro e gastronomia animam 6ª Semana Cultural

A 6ª Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa do ano 2014, organizada pelo Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), com o apoio do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais e da Direcção dos Serviços de Turismo terá lugar entre os dias 21 e 30 de Outubro com as actividades a decorrerem em vários pontos da cidade de Macau, nomeadamente, na Feira do Carmo da Taipa, Largo do Senado, Ruínas de São Paulo, Teatro D. Pedro V, residência do Cônsul-Geral de Portugal em Macau (antigo Hotel Bela Vista), Torre de Macau e Galeria de Exposições da Fundação Rui Cunha.

As actividades programadas para o próximo mês de Outubro integram manifestações culturais e artísticas com a finalidade de divulgar a cultura chinesa e lusófona junto dos residentes de Macau, e turistas que visitam a cidade, mostrando assim o papel do Território como plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

Com a finalidade de aproveitar as potencialidades de Macau como plataforma de cooperação e intercâmbio cultural entre a China e os Países de Língua Portuguesa, a Semana Cultural teve a sua primeira edição em 2008, tendo as actividades ao longo dos últimos anos, sido cada vez mais enriquecidas e dinamizadas com novos conteúdos e participações.

Entre as principais actividades da Semana Cultural deste ano contam-se um espectáculo de Música e Dança de Artistas da China e dos Países de Língua Portuguesa, teatro dos Países de Língua Portuguesa, “Sabores do Mundo” dos Países de Língua Portuguesa, Feira de Artesanato da província de Zhejiang da China e dos Países de Língua Portuguesa, exposição das obras do artista natural de Macau, Eugénio Novikoff Sales, exposição das obras de Benjamim Sabby de Angola, exposição das obras de Sebastião Matsinhe de Moçambique e um desfile que irá integrar artistas de Macau, Província chinesa de Zhejiang e dos Países de Língua Portuguesa.

A Feira de Artesanato da Semana Cultural realizar-se-á diariamente, entre os dias 24 e 30 de Outubro, das 15h00 às 20h00, na Feira do Carmo da Taipa. A feira, recomendada e apoiada pelo Gabinete de Ligação do Governo Central na Região Administrativa Especial de Macau e 10 associações lusófonas locais, apresenta como convidados 12 famosos artesãos.

Os artistas são provenientes da província chinesa de Zhejiang e dos Países e regiões de Língua Portuguesa que irão fazer demonstrações sobre a produção de vários tipos de artesanato nomeadamente em madeira, pano, palha, papel e farinha. A feira terá ainda à venda vários tipos de artesanato de que se destacam porcelanas, ornamentos e bordados.

A mostra gastronómica “Sabores do Mundo” dos Países de Língua Portuguesa da Semana Cultural terá lugar de 24 a 30 de Outubro, no Restaurante 360o Café da Torre de Macau, entre as 11h30 e as 15h00 (almoço buffet) e entre as 18h30 e as 22h00 (jantar buffet). Com o apoio de cinco associações lusófonas Locais, foram convidados cinco Chefes provenientes de Angola, Brasil, Timor-Leste, S. Tomé e Príncipe e Macau, para apresentarem as suas especialidades.

Diariamente, os cinco chefes apresentarão, alternadamente, as suas especialidades ao almoço e jantar (2 chefes ao almoço e 3 ao jantar). Os residentes locais que apresentarem o BIR terão direito a um desconto de 10%. Especialidades como salada de polvo, salada de camarão, porco balichão tamarinho, moqueca de frutos do mar e caril de peixe estarão disponíveis para os amantes de gastronomia.

Pela primeira vez a Semana Cultural vai apresentar teatro proveniente dos Países de Língua Portuguesa que terá lugar de 21 a 26 de Outubro, no Teatro D. Pedro V, entre as 20h00 e as 21h00 de 2ª a 6ª feira e entre as 18h00 e as 19h00 e 20h00 e as 21h00, no sábado e domingo.

Com a coordenação do Instituto Português do Oriente (IPOR), foram convidadas a para estarem em Macau a Companhia Henrique Artes (Angola), Em Cartaz (Brasil), Sikinada (Cabo Verde) e a GTO (Guiné-Bissau).

Os grupos de teatro convidados não só farão apresentações para o público de Macau mas também realizarão oficinas de teatro nas escolas portuguesa e luso-chinesas locais, bem como em instituições do ensino superior.

Todas as companhias de teatro convidadas têm um perfil profissional ou semi-profissional, uma grande contemporaneidade nos temas e nas técnicas de representação e tem recebido críticas favoráveis não só nos países de origem mas também internacionalmente.

Ainda no âmbito da Semana Cultural e com a participação de artistas de Macau, da província chinesa de Zhejiang e dos Países e territórios da Língua Portuguesa no dia 26 de Outubro pelas 16 horas terá lugar um desfile que partirá das Ruínas de São Paulo para o Largo da Igreja de S. Domingos no centro da cidade.

Os espectáculos de Música e Dança de Artistas da China e dos Países de Língua Portuguesa terão lugar nos dias 21 a 23 de Outubro, a partir das 19h00, no Largo do Senado, contando com a actuação do Grupo de Música e Dança da província chinesa de Zhejiang e dos 9 artistas convidados dos países e regiões de língua portuguesa.

Os últimos terão a seguinte ordem de actuação: Boy G Mendes (Cabo Verde), Goenchim Noketram (Goa, Damão e Diu), Marina de la Riba (Brasil), Diabo na Cruz (Portugal), Tabanka Djaz (Guiné-Bissau), Kakana (Moçambique), Zé Maria Boyoth (Angola), Os Vibrados (S. Tomé e Príncipe) e Ego Lemos (Timor Leste). O objectivo destas actuações é a divulgação da música e dança tradicional dos países e regiões de língua portuguesa e chinesa junto da população de Macau e dos turistas.

A Exposição de Arte Contemporânea de Eugénio Novikoff Sales, artista plástico macaense é inaugurada no dia 24 de Outubro, pelas 18h30, na residência do Cônsul-Geral de Portugal em Macau (antigo Hotel Bela Vista) ficando patente ao público diariamente das 11 horas às 17 horas a partir de 25 de Outubro e até 15 de Novembro.

Eugénio Novikoff Sales tido como um pintor maldito, nunca se deixou enformar e dogmatizar por correntes artísticas mais ou menos autóctones e intelectuais, sendo um espírito livre, genialmente criativo e leal às suas influências e opções estéticas assumidas. O artista macaense, com maior reconhecimento internacional do que em Macau, faz parte do registo artístico nacional da República Popular da China, facto a que não é alheia a sua participação num reduzido grupo de artistas convidados para expor durante os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

A Exposição de Arte Contemporânea do artista plástico de Angola, Benjamim Sabby, vai ser inaugurada na Galeria da Fundação Rui Cunha pelas 15h00 do dia 25 de Outubro. A exposição estará aberta ao público, diariamente e até ao próximo dia 6 de Novembro, entre as 10 e as 19 horas de 2ª a 6ª feira e entre as 15h00 e as 19h00, aos sábados e domingos.

O acervo artístico reúne trabalhos das fases mais recentes do consagrado artista angolano, que marcam a contemporaneidade das artes plásticas e de fotografia angolanas e africanas. O artista assimila e compõe tramas que o identificam de imediato com o continente africano, visivelmente rejeitando ícones e elementos etnológicos e antropológicos classicistas.

A Exposição de Arte Contemporânea de Sebastião Matsinhe, artista plástico moçambicano vai ser inaugurada na Galeria do Clube Militar de Macau pelas 16h00 do dia 25 de Outubro. A exposição estará aberta ao público, diariamente e até ao próximo dia 6 de Novembro, entre as 11 e as 19 horas de 2ª feira a sábado e entre as 15h00 e as 19h00, aos domingos.

As telas de Sebastião Matsinhe são de uma contemporaneidade gritante, de uma contextualização cromática nada contida na figuração das suas personagens cosmogónicas mitificadas. A sua imensa parede de ordenamento do cosmos fundante, parece sugerir o aparecimento do “homo africanus”, à frente de todos os outros, conferindo-lhe sapiência, alteridade e dignidade.

Com a colaboração da Associação de Fotografia Digital de Macau, o Concurso de Fotografias sobre a Semana Cultural tem como objectivo o registo fotográfico das actividades constantes no programa da 6ª Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa, a ter lugar de 21 a 30 de Outubro.

O concurso está aberto a todos os amadores da fotografia. Não haverá limites do número de fotografias a serem submetidas a concurso. O período de entrega das obras decorre de 27 a 31 de Outubro próximo. Os vencedores do concurso receberão taças e prémios monetários. As obras premiadas serão expostas posteriormente.