O Vice-Presidente brasileiro Hamilton Mourão vai hoje reabrir uma base brasileira de investigação localizada na Antárctica, após uma reconstrução do complexo levada a cabo pela China Electronics Import and Export Corporation (CEIEC), avançou a Xinhua.

Segundo a agência noticiosa estatal chinesa, o governante brasileiro afirmou que a nova Estação Antárctica Comandante Ferraz, na ilha de Rei George, vai dar “um novo ímpeto” à investigação científica na região.

A estação é “uma jóia da arquitectura moderna” e vai permitir ao Brasil “manter a nossa posição entre a comunidade científica internacional”, disse Hamilton Mourão em declarações proferidas no domingo.

Após um fogo ter parcialmente destruído as instalações anteriores em 2012, a CEIEC venceu um concurso para reconstruir a estação, um projecto que envolveu um investimento de US$100 milhões da Marinha brasileira.

A estação, com uma área de 4.500 metros quadrados, pode albergar 64 investigadores e tem 17 laboratórios, mais 13 do que anteriormente, refere a notícia.