gallery wordpress plugin

No dia 3 de Julho, realizou-se em Lisboa, o Encontro “Plataforma de Macau, Elo de Ligação entre a China e Portugal—- Sessão de Apresentação das Províncias e Empresas da China”. Esta sessão de apresentação foi organizada em conjunto pelo Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e a Agência para a Competitividade e Inovação, I. P. de Portugal.

Este Encontro contou com a presença da Delegação do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, da Delegação do Governo da Província de Zhejiang, da Delegação Económica e Comercial da Província de Liaoning, da Delegação Económica e Comercial do Município de Changzhou de Jiangsu, da Delegação Económica e Comercial da Província de Hunan, da Delegação da sucursal de Zhuhai do Conselho para a Promoção do Comércio Internacional da China, da Delegação do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento entre a Chinae os Países de Língua Portuguesa e dos representantes das empresas chinesas em Portugal e das empresas de Portugal, num total de cerca de 100 pessoas. Durante a sessão de apresentação, o Director-Geral Adjunto do Gabinete de Ligação, Dr. Yao Jian, o Director da Agência para a Competitividade e Inovação, I. P. de Portugal, Prof. Nuno Mangas, o Director Executivo da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, Dr. António Silva, bem como o Secretário-Geral Adjunto do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dr. Ding Tian proferiram os seus discursos, respectivamente.

O Director-Geral Adjunto, Dr. Yao Jian, lembrou as visitas mútuas dos dirigentes máximos da China e de Portugal realizadas em Dezembro do ano passado, e entre os passados dias 28 de Abril e 2 de Maio, promovendo substancialmente a cooperação pragmática de diversas áreas entre a China e Portugal no enquadramento de “Uma Faixa, uma Rota”. Através da promoção activa pelo Governo Central e do grande apoio do Governo da RAEM, Macau tem obtido um sucesso notável na construção de “Uma Plataforma”. Ao longo dos anos, a promoção de cooperação nos domínios como economia, comércio, turismo entre as províncias e municípios da China e os Países de Língua Portuguesa também tem vindo a registar resultados frutíferos. Deste modo, esta sessão de apresentação é considerada como uma tentativa favorável que o Fórum de Macau pretenda desempenhar as vantagens de “Uma Plataforma”, promovendo a cooperação pragmática entre as províncias e municípios e as empresas do Interior da China e Portugal.

O Secretário-Geral Adjunto do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dr. Ding Tian, referiu no seu discurso, que em 2018, o valor das trocas comerciais bilaterais entre a China e Portugal atingiu os 601,6 mil milhões de dólares americanos, um aumento de 7,27% em comparação com o período homólogo de 2008.  O valor dos diversos investimentos Chineses em Portugal já ultrapassou os 8 mil milhões dólares americanos, nomeadamente na área da energia, equipamentos de comunicação, finanças, águas, seguros, saúde, entre outros sectores. Como as “Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau” foram tornadas públicas, criando novas oportunidades para Macau no âmbito do próprio desenvolvimento e iniciar cooperação internacional; reforçar a cooperação entre a China e Portugal é uma escolha essencial para alcançar a complementaridade das vantagens e benefícios mútuos e win-win entre as duas partes. O Secretariado Permanente do Fórum de Macau irá continuar, como sempre, a disponibilizar serviços, criar plataforma, e agir como elo de ligação no âmbito de iniciar cooperação entre as empresas da China e dos Países de Língua Portuguesa.

Na sessão de apresentação, os representantes económicos e comerciais da Província de Zhejiang, Hunan, Município de Dalian e Zhuhai fizeram apresentações sobre ambientes de negócio e; por sua vez, o representante do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento entre a Chinae os Países de Língua Portuguesa apresentou temas relevantes. Os participantes ainda trocaram impressões em relação a construção em Macau da plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, e reforçar melhor a cooperação económica e comercial entre o Interior da China, Macau e os Países de Língua Portuguesa, promover o desenvolvimento comum e sustentável.