A China quer ajudar a promover uma estabilidade duradoura e o desenvolvimento da Guiné-Bissau, disse o Vice-Representante Permanente da China junto da Organização das Nações Unidas (ONU), Wu Haitao.

Segundo a agência noticiosa estatal chinesa Xinhua, o diplomata falava durante uma reunião do Conselho de Segurança sobre a situação na Guiné-Bissau, realizada na terça-feira na sede da ONU, na cidade norte-americana de Nova Iorque.

Wu Haitao disse que a China apoia vivamente o povo da Guiné-Bissau na busca de um modelo de desenvolvimento adequado para as condições do país africano, que irá eleger um novo presidente a 24 de Novembro.

O diplomata disse que a cooperação com a China nas áreas da agricultura, saúde e fornecimento de medicamentos tem reduzido a pobreza e reforçado a segurança alimentar na Guiné-Bissau.

Também na terça-feira, a Ministra guineense da Administração Territorial e Gestão Eleitoral, Odete Semedo, entregou à Comissão Nacional de Eleições a segunda parte do equipamento doado àquele organismo pela China para apoiar o processo eleitoral, referiu a agência noticiosa estatal angolana Angop.