Empresas chinesas investiram US$2,76 mil milhões no Brasil em 2018, com a maioria (US$2,58 mil milhões) a ir para fusões e aquisições, e os restantes US$178 milhões para projectos de raiz, avançou o Ministério brasileiro do Planeamento, Desenvolvimento e Gestão.

Segundo a edição mais recente do Boletim sobre Investimentos Chineses no Brasil, o investimento chinês no país sul-americano caiu 75,5 por cento em relação a 2017, ano em que atingiu US$11,3 mil milhões.

Entre Setembro e Dezembro foram confirmados quatro grandes investimentos chineses no Brasil, sublinha o documento preparado pelo Ministério.

O gigante chinês das redes sociais Tencent Holdings Ltd investiu em Outubro US$180 milhões na aquisição de uma participação de 5 por cento no banco digital brasileiro Nu Pagamentos SA, também conhecido por Nubank.

Em Novembro a eléctrica estatal chinesa China State Grid pagou US$1,06 mil milhões para comprar as restantes acções da eléctrica brasileira CPFL Energias Renováveis.